Entenda como a tensegridade garante estabilidade e resistência em nosso corpo!

Endereço (Curitiba)

R. Padre Anchieta, 2050 – Sala 1602

TELEFONE

41 3234.1616

E-MAIL

analumottafisio@gmail.com

WHATSAPP

41 99897.8018

Tensegridade é um termo da biomecânica. É a combinação de duas palavras “tensão” e “integridade”. Tensegridade atua sobre corpos que usam a tração e a compressão para garantir estabilidade e resistência. 

Nossa estrutura corporal é o resultado milenar de evoluções e o processo de desenvolvimento biológico continua em andamento. Entender como funciona a tensegridade mostra uma visão importante sobre estarmos conectados a tudo e revela caminhos para alcançar a máxima potência de nossos corpos.

O corpo humano é completamente interligado, ossos e matriz fibrosa. Essa rede de fibras envolve e conecta todos os ossos, que são mantidos nos seus devidos lugares e com devido espaçamento entre eles. Quando essa tensão de malha fibrosa ao redor está equilibrada, todas as partes estão conectadas em harmonia.

Perceber o corpo como um todo. Depois, distribuir por ele a tensão de forma igual. Isso ajuda no alinhamento e espaçamento dos ossos. Garante que as articulações tenham melhor eficiência para continuar sempre em movimento.

A busca pelo equilíbrio consiste em expandir, abrir, dividir a dor com o corpo todo. A tensegridade ajuda a amenizar as tensões e a preservar a integridade do sistema físico. 

Como funciona a biotensegridade

A arquitetura e a engenharia ensinam que uma estrutura é capaz de se estabilizar ou de ser integrada a partir dos elementos de tensão. Em nossos corpos não seria diferente. Somos extensões.

A tensegridade é uma composição de forças buscando o equilíbrio.

Qualquer perturbação é imediatamente transferida para toda a estrutura. Por isso, possuímos um sistema de segurança próprio, com elementos de compressão, descontínuos e juntos, e elementos de tensão, contínuos e ao redor de todo o corpo.

Por exemplo, um atleta de vôlei que salta e volta ao chão repete esse movimento várias vezes. A cada retorno, gera uma força de impacto que pode gerar sete vezes o peso corporal. Se pesa 100kg, gera um impacto de 700kg. Esse impacto precisa ser absorvido e transferido para o corpo de maneira equilibrada e não apenas em uma ou duas articulações. Do contrário, entrariam em colapso.

Quando olhamos para nosso corpo estamos falando de uma estrutura que se movimenta: é a vida em contínua transformação. Diversos fatores modificam a organização dessa tensegridade. Podem ser em níveis: 

  • MACRO: elementos de compressão por toda a estrutura óssea, a tensão é contínua por todo sistema. A fáscia; (link)
  • MICRO: dois modelos de arranjos de tensegridade dentro da célula:
    • microtúbulos: estruturas de compressão;
    • microfilamentos de actina: estruturas de tensão.

Junto com filamentos intermediários, esses arranjos formam uma estrutura fundamental para organização da vida dentro da célula. Graças a eles é que acontece a transmissão da informação nas organelas presentes, um processo vital.

A biotensegridade do corpo deixa evidente que a célula não está isolada do entorno e que nenhuma está separada do resto. Um campo fantástico do conhecimento científico e que aplicamos em cada paciente.

Para saber mais sobre tensegridade, entre em contato conosco! 

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSOS CONTEÚDOS

Dicas, artigos e tudo para a sua saúde

Redes Sociais

Conheça mais sobre

Método Rolf

Criado pela pesquisadora norte-americana Ida Rolf, um processo de educação do nosso corpo por meio de toque na pele.

Reeducação Postural

A RPG (Reeducação Postural Global) é um método fisioterápico que consiste na reorganização dos segmentos do corpo.

Liberação Miofascial

A Liberação Miofascial (LMF) é uma das ferramentas da terapia corporal, como massagem e acupuntura, por exemplo.

Posts Relacionados

Conheça mais sobre fisioterapia